O que fazer para manter uma próstata saudável

A partir da meia-idade, a doença prostática mais comum – já que pode afetar mais da metade dos homens – é a hiperplasia prostática benigna (HPB) . É um aumento progressivo da próstata que pode causar problemas ao urinar e, se não forem seguidos os hábitos corretos de vida, pode evoluir mais rapidamente e causar outros problemas. Por tudo isso, é essencial seguir algumas chaves para ter uma boa saúde da próstata:

Manter a hidratação adequada

É aconselhável beber entre um litro e meio e dois de água por dia para ajudar a melhorar os hábitos de micção e o treinamento da bexiga. Por outro lado, homens com problemas de próstata devem ter cuidado e tentar não beber demais antes de uma longa viagem ou de ir para a cama.

Uma outra opção que a maioria dos homens estão fazendo é tomar um suplemento chamado Curaprost, ele é um produto 100% natural a base de ervas que ajuda na prevenção de doenças na próstata.

Fugir de gorduras saturadas e açúcar

As gorduras animais saturadas, como carne vermelha e açúcar, podem contribuir para o ganho de peso e o desenvolvimento de doenças – como cardiovasculares – que não contribuem para a boa saúde da próstata. Também é conveniente escapar de alimentos condimentados e ácidos.

Não consuma álcool ou tabaco

O álcool é um irritante do sistema digestivo e da próstata, por isso pode aumentar os sintomas da hiperplasia prostática benigna e causar desconforto nessa glândula. Além disso, o tabaco é um dos principais fatores de risco para problemas urinários e da próstata e, se eles já sofrem, podem agravá-los.

Encha a geladeira com alimentos frescos e saudáveis

Basear os alimentos em alimentos frescos, como legumes, frutas e legumes, fornece a quantidade necessária de vitaminas e minerais para manter a saúde. Uma dieta equilibrada é a melhor maneira de prevenir doenças, incluindo a da próstata. Por exemplo, para seguir uma boa dieta da próstata, é aconselhável incluir alimentos ricos em vitamina E e zinco, tomates, abóboras e peixes azuis.

Prevenir constipação:

A inflamação da próstata pode obstruir o intestino e dificultar a evacuação, por isso é recomendável consumir alimentos ricos em fibras alimentares, por exemplo, linhaça ou espinafre, que permitem regular o trânsito intestinal.

Controle de peso

A obesidade é cada vez mais prevalente entre homens mais velhos, um grupo de risco para doenças da próstata. De fato, de acordo com especialistas, o excesso de peso, especialmente ao redor da cintura, aumenta o risco de aumento da próstata. Portanto, levar um estilo de vida que ajude a manter um peso adequado é uma medida essencial de prevenção para uma boa saúde da próstata.

Pratique exercício físico

Em geral, para a saúde, é essencial praticar esportes regularmente. É aconselhável combinar exercícios aeróbicos (natação, caminhada ou corrida) e anaeróbicos (levantamento de peso, por exemplo).

Ter atividade sexual adequada

Uma vida sexual saudável e satisfatória pode favorecer a boa saúde geniturinária nos homens, pois mantêm a próstata ativa.

Confie na serrulata sabal

O serrulata Sabal , também conhecido como Serenoa repens, é um adjuvante no tratamento sintomático de distúrbios da micção em hiperplasia prostática benigna (BPH) nos estágios I e II, de acordo com a Autoridade. Também é útil para a manutenção da função urinária normal em homens a partir dos 45 anos e para o apoio ao fluxo urinário máximo.

Um estudo espanhol publicado na revista International Urology and Nephrology mostrou que esta planta medicinal permite melhorias na qualidade de vida e nos sintomas de pacientes com problemas do trato urinário associados à HBP com a mesma eficácia que os tratamentos convencionais e com Menos efeitos colaterais

Para ajudar no tratamento sintomático dos distúrbios da micção na hiperplasia prostática benigna e manter a função urinária normal em homens a partir dos 45 anos, existem preparações fitoterapêuticas à base de extrato de frutas frescas de Sabal serrulata. De fato, seu uso é autorizado pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA) para aliviar distúrbios do trato urinário.

Essas recomendações incluem mudanças simples no estilo de vida, a fim de evitar o aparecimento de problemas na próstata. No entanto, é essencial fazer check-ups periódicos e, antes de qualquer sintoma ou suspeita, consultar o médico especialista.

Principais Sintomas da Impotência Masculina

Atualmente, é enorme o número de homens que sofrem com a impotência sexual. Segundo a SBU (Sociedade Brasileira de Urologia) o problema já atinge cerca de 44% dos homens brasileiros.

Para quem não sabe, a impotência sexual é a incapacidade masculina de obter ou manter uma ereção.

Claro que todo homem pode falhar de vez em quando e isso não tem nada de errado. No entanto, quando o problema acontece em, ao menos, metade das tentativas, podemos caracterizar o quando como impotência masculina.

Nesse caso, é fundamental procurar por ajuda médica especializada, principalmente para que seja possível identificar as causas do problema e tratá-lo adequadamente.

Vale lembrar ainda que a impotência é um problema que pode afetar homens de qualquer idade. No entanto, ele tende a ser bem mais comuns em homens com idade entre 50 e 80 anos de idade.

Mais do que isso, a impotência masculina não é apenas um problema físico que afeta a vida sexual. Pelo contrário, ela pode afetar diversos fatores da vida de um homem, inclusive a sua saúde psicológica, muitos homens estão resolvendo isso de forma bem simples, eles estão usando um suplemento natural chamado tittanus, porém muitos ainda pesquisa na internet tittanus onde comprar porque não conhece o produto direito, mas ele é um produto que realmente funciona.

Justamente por isso que é fundamental aprender a reconhecer os sintomas e procurar ajuda o quanto antes, afinal, quando mais precoce for o diagnóstico, maiores as chances de recuperação.

Principais sintomas da impotência masculina

Pois bem, a principal característica da impotência sexual é a dificuldade que um homem apresenta em conseguir uma ereção. Muitas vezes, mesmo conseguindo ficar com o pênis ereto, a rigidez não se mantém o suficiente para que haja penetração.

No entanto, pode haver ainda alguns outros sintomas relacionados, tais como:

  • Perda da rigidez da ereção, que fica mais flácida
  • Diminuição no tamanho do pênis
  • Dificuldade para manter o contato íntimo em certas posições sexuais
  • Aumento da necessidade de concentração para que haja a ereção
  • Redução da quantidade de pelos corporais
  • Diminuição também da quantidade de ereções espontâneas ao despertar
  • Ejaculação mais rápida ou precoce
  • Alterações e até mesmo deformações no órgão genital

Mais do que isso, a impotência ainda pode ser ocasionada por algumas doenças que, aparentemente, não estão relacionadas, mas exercem influência sobre a função sexual.

Dentre elas, podemos citar a doença vascular periférica, que leva à impotência porque o sangue não circula com tanta facilidade, especialmente para a parte inferior do corpo.

Isso inclui pernas e também a região genital. Com essa melhor irrigação da área, não é possível conseguir uma ereção.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre os principais sintomas da impotência sexual, você ainda pode ver mais detalhes no vídeo abaixo: