5 Dicas Para Controlar a Ansiedade e Depressão

A ansiedade continua sendo um dos problemas mais recorrentes entre a população.

Esse sentimento de angústia, de apreensão, preocupação ou medo diante de certos eventos ou atividades pode aparecer em tempo hábil ou moldar condições clínicas mais sérias, como o transtorno de ansiedade generalizada.

Por outro lado, é possível dizer que, apesar da grande incidência existente dessa condição psicológica, nem todas as pessoas dão o passo em busca de ajuda especializada.

Além disso, dados como os revelados em estudo realizado pelo Dr. Doutor Jordi Alons, do Instituto de Pesquisas Médicas de Barcelona, na Espanha, indicam que os serviços de saúde ainda devem melhorar muito o aspecto de identificação desses serviços. casos.

Seja como for, há um aspecto que nunca podemos deixar de lado. Transtornos de ansiedade devem ser tratados o mais rapidamente possível, é necessário ser sensível a esses tipos de realidades e sempre procurar ajuda especializada e especializada.

Da mesma forma, e de forma complementar, também podemos melhorar nossos hábitos de vida.

Vamos ver mais dados sobre isso.

Fatores de ansiedade e predisposição

A aparência e a manutenção da ansiedade dependem de múltiplos fatores que devem ser conhecidos. São os seguintes:

  • Fatores predisponentes: nossa genética. Estudos como o realizado no Hospital Universitário de Würzburg, revelam que, de fato, ao desenvolver certos transtornos de ansiedade, pode haver uma predisposição biológica.
  • Os fatores ativadores: como o nosso contexto social e nossa maneira de reagir a certos estímulos.
  • Fatores de manutenção: nossa personalidade , estilo educacional e nosso estilo de vida também determinam a aparência e a manutenção da ansiedade.

Recomendações para controlar a ansiedade e depressão

Apesar de ser um problema complexo, existem várias alternativas para lidar com o quadro sintomático dessa condição. São abordagens simples, técnicas que podemos aplicar no dia-a-dia e com as quais podemos não apenas reduzir o impacto da ansiedade, mas também (e não menos importante) preveni-la.

E também existem um treinamento online chamado vencendo a depressão, dentro desse treinamento você irá aprender a ter autocontrole e controlar a depressão e ansiedade sem precisar fazer uso de remédios e algo do tipo.

Expresse e gerencie emoções

Um dos problemas mais frequentes em pessoas com ansiedade é a dificuldade em gerenciar suas emoções.

Assim, não há dia em que contemos um desentendimento, no qual paramos uma ofensa, na qual guardamos para nós uma preocupação atrás da outra para não sobrecarregar nossas próprias tensões.

Essa prática muito comum acaba gerando exaustão psicológica. Não hesite, portanto, em ser um pouco mais assertivo, ousar verbalizar necessidades, nomear nossas emoções, compartilhar nossas preocupações, defender limites pessoais..

Expressar emoções, afinal, é uma chave para a saúde mental.

Escreva

Escrita terapêutica é outra ótima ferramenta para gerenciar e lidar melhor com a ansiedade.

  • Este exercício é adequado e muito eficaz para esclarecer necessidades, expressar preocupações e traduzir a tensão mental em palavras …
  • Basta um caderno e um lápis para colocá-lo em prática, além de termos um dia para nós mesmos onde tirar as emoções de uma folha em branco.

Hora do autoconhecimento

Existem muitas estratégias para canalizar e aliviar o quadro sintomático da ansiedade. Uma dessas  alternativas  é permitir-nos aprofundar um pouco mais em nós mesmos para praticar o autoconhecimento.

O que essa estratégia nos permite?

  • Saiba quais são nossas reais necessidades.
  • Entenda o que nos motiva, onde estão nossos limites, onde está o potencial.
  • É também esse caminho pelo qual encontrar um propósito vital que nos acompanha.Aquilo com o qual despertar novas ilusões, desligando parte dos nossos medos.